domingo, 30 de outubro de 2016

Como nós dois

Eu cansei de todas as guerras que comecei no meu peito 
Eu desisti de todos os projetos e tentativas vãs 
Eu levei para longe de mim todas as maneiras de desistir

Porque algo deve fazer sentido
Porque algo que você acredita e pode intitular do que quiser
Destino, Deus, Universo, Expansão, Vida
Colocou em mim a sua marca

Você existir faz saber em mim
Que eu também existo
E eu te sinto porque você está no mesmo lugar
E na mesma esquina, e na mesma casa
Ao mesmo tempo, na mesma vida, no mesmo ano
Na mesma galáxia, no mesmo mundo, no mesmo país
Na mesma cidade, no mesmo bairro que eu
Seria tudo isso coincidência?

Porque era pra ser
Porque é pra ser
Porque o que eu sinto 
É que tudo em mim é pertencente a você

Como ás águas aos mares e rios
Como o vento no rosto e na pele
Como a rosa aos espinhos
Como nós dois. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário